MEU CLIENTE TRAVOU, E AGORA?

Você sabia que essa é uma das maiores dificuldades que todo Coach no início da carreira e até muito tempo depois acaba encontrando durante um processo de coaching? Isso acontece porque a ciência por trás da capacidade de agir passa por três canais muito importantes: cognição, emoção e inteligência emocional.

Se o seu cliente não consegue equilibrar esses três canais, algo está muito errado no processo de coaching. As pessoas não agem quando estão com medo, quando a mudança ainda está desconhecida, longe do alcance delas.

Então, o que você deve fazer quando seu cliente paralisar?

Vamos analisar juntos, um cliente procura um processo de coaching porque ele quer justamente equilibrar esses três canais, se ele estivesse equilibrando sozinho, não haveria problema em sua Roda da Vida, não é mesmo? Seu desafio é entender onde o problema pode estar:

  1. Cognitivo: como ele está pensando sobre a atitude que deseja tomar?
    Ele está com boa capacidade de organização de todas as ideias e decisões que precisa tomar para o futuro? Se não está, você pode começar a dar suporte para que ele se desenvolva aqui.
  2. Emocional: como ele se sente em relação a atitude que precisa tomar?
    Ele tem emoções produtivas quando pensa sobre a mudança que deseja fazer? Emoções produtivas são aquelas que trazem bem estar, segurança e senso de certeza. Se não está, você pode atuar aqui também.
  3. Inteligência Emocional: como está a autoconsciência e autogestão?
    Ele consegue se perceber agindo e o impacto que causará nas pessoas a atitude que deseja tomar? Se ele ainda não desenvolveu essa capacidade e está muito centrado apenas nele mesmo, a mudança também precisa partir daqui.

Parece simples na teoria, mas eu sei que na prática não é. Uma vez, durante o Curso de Formação em Coaching de Atitude, uma aluna disse assim: Zora, quando vou conseguir fazer meu cliente agir?”

E eu respondi: quando você desenvolver os três aspectos: pensamento, emoção e a intersecção entre os dois, a inteligência emocional. Ninguém toma uma atitude de qualidade se não tiver esses três conectados. Pense num exemplo simples, quando você escolhe: vou andar para frente. Durante o processo de Coaching de Atitude, a base metodológica e sequência do processo fará exatamente esse movimento com o seu cliente. É preciso desenvolver esses canais para que você consiga promover a atitude com o seu Coachee.

Nada pode te impedir seu cliente mudar, além dele mesmo! Mas você precisa ajudá-lo a descobrir isso!

Acredite, aja, porque você é a inspiração do seu cliente. Seja você Coach autônomo ou Coach em outras atividades profissionais como liderança, educação, medicina, mãe ou pai de família. O poder é compartilhado, metade na sua mão e metade na mão de quem você está desenvolvendo.

Vamos mudar o mundo?

Compartilhe esse conteúdo